31 de mar de 2012

Capitulo 21/1 - Ele Não Me Traiu -

Eu olhei suas costas, ele caminhava apressadamente, ele tinha me entregado ao Christian da primeira vez?Como eu podia amar alguém assim?Eu o segui de perto ele entrou dentro de uma casa abandonada.
- AAh ele chegou, como foi lá¹
Ele não respondeu somente socou um armário.
- Péssimo!
Ela passou as mãos nos lábios.
- Você precisa cuidar dela Zachary é sua obrigação.
Ela disse andando de um lado para o outro.
- É, mais é por sua culpa!Se você não tivesse...
Zacy disse apreensivo, sua face era preocupada e raivosa.
- Chega, não suporto mais isso, estou cansada de você me dizer o que eu fiz, fiz por que queria você para mim.
- Perfeito, agora eu sou um anjo da guarda sem Azas...
Disse jogando as mãos para cima. Ela gostava dele e arrancou as azas dele para que ele não  fugisse comigo, lembro-me dele falando isso.
- Você vai te-lás de volta, assim quando salvar a vida da garota.
Por isso que ele queria me salvar, para querer suas azas de volta...Senti lágrimas escorrerem pelo meu rosto.
- Pela 10º vez..Você sabe que estou caçado disso não é?Estou caçado de ficar de babá!Eu quero minhas azas de volta, mais se para isso eu preciso cuidar de uma adolescente mimada e paty eu to fora.
Disse se virando.Eu olhava seu rosto, ele tinha os olhos tristes, como se precisa-se fazer o máximo de esforço para que ela acredita-se
- Ela está correndo perigo Zac, lembra sobre o futuro dela?Quanto menos gente nisso...Melhor..E você não pode escapar, afinal você é seu anjo da guarda!
Disse o parando. Ela se recuperou depois o semblante ficou grave novamente.
- Grande anjo da Guarda, sem azas!
Ele ficou frente a frente a ela. 
- Para de Zombar, se não fosse por você ser um anjo da guarda você não as teria mais.
- Graças a alguém que as arrancou de mim.
Disse Sarcástico, eu via seu semblante preocupado e raivoso, eu me sentia mal por ele.
- Eu já disse, me desculpa, você sabe como eu sou...Sou um demônio Zac. Eu tenho sentidos ruins, e você deveria saber.
Ele a olhou com muita raiva, muita mesmo.
- Atah, grande esclarecimento...Mais espera por que você quer salva-lá?
Foi como uma lampada parada em cima de sua cabeça.
- Tenho planos para ela..
Disse misteriosa, um sorriso diabólico crescendo em sua boca. Eu fiquei com medo, ela iria me fazer mal também?
- Lilith, você sabe que ela...
- É eu sei, não sou idiota Zac, nem burra, sei muito bem o que ela é!
Zac parou de repente como se algo o desperta-se
- Tem alguma coisa estranha...
Zac olhou ao redor...Lilith olhou também..
- Vai acontecer hoje...Eu sinto isso.
Disse Lilith amargamente. Eu me lembrei do acidente, é claro, eu me lembro daquela lembrança que eu tive, como eu fui burra como eu não percebi antes?As mesmas roupas...
- Vou procurar por ela. Ele disse se virando, mais logo se ouviu um barulho muito alto.- Anjo.
Ele sussurrou, eu pude ouvir. Lilith olhava para ele como se só com aquela palavras sabia de tudo.
- Você...Você...
Ele a olhava.
- Foi você...Você que matou Sebastian não foi...Você...Nunca esteve do nosso lado...
- Lilith, ela é a Eloíse, eu sei o que Cristian quer fazer com ela...Eu sei do Sacrifício eu não vou deixar ele mata-lá...
- Mais é claro...Você a ama...Como eu não pude perceber...Você fez de tudo para esconder isso de mim...Para eu não usar contra você.
Ela pareceu encaixar todas as peças.
- Anabelle pediu para eu me infiltrar...Eu sabia que você ia querer arrancar as minhas azas...Eu as ofereci a você. Puz essa ideia na sua cabeça.
- Você é um manipulador.
- Eu sei Lily...Mais eu preciso da sua ajuda.
Ele olhou para a janela.
- Você precisa me ajudar...Ela não pode morrer.
- Eu ajudo você...Mais você vai me prometer que vai se afastar dela.
- Eu...Prometo.
Ele disse com relutância. "Não" eu pensei...Ele não podia fazer isso...
- Vamos...
Eles foram, eu gritava que não, mais eles pareceram não me ouvir.
Eu acordou ofegante em um quarto branco e gélido.
- Vanessa, calma...O que foi, você está bem?
Era a Kristen, Ali na minha frente.
- Só um pesadelo. - Eu disse tirando o cabelo do meu rosto. - O que aconteceu?
- Você desmaiou, foi a pressão.
Eu coloquei a mão na minha barriga, com medo de algo ter acontecido com meu pequeno anjinho.
- Ele tá bem...Vocês dois estão..
Eu sorri, e acariciei minha barriga.
- Precisamos ir, você ganhou alta, só estava esperando você acordar.
- O que houve com os meninos?
- Eles ficaram presos em um engarrafamento.
- Ok...
Eu vesti minha roupa, e bem Kris me levou para casa, como o esperado.

(...)

- Vai força Vanessa você consegue.
O médico o Dr. George me estimulava, meu bebê estava vindo ao mundo.
- Tá quase vai...
- AAAAAAAAAAAAAAh!
Eu gritava de dor e emoção..Kris segurava a minha mão e gritava junto comigo. E então eu ouvi o choro do meu pequeno Henry...
- Olha quem chegou ao mundo...
O Médico me entregou ele...
- Você é tão lindo meu bebê.
Eu acariciei sua face, eu senti uma onda me invadir...Era ele..O meu anjinho.
- Vany ele é lindo.
- É o meu anjinho....Henry...
Eu beijei sua cabecinha.
- Eu te amo, meu amor.

************
Eu achei esse Cap Fofo....
Bem mesmo esquema, se tive 5 comentários até amanhã eu posto o Último da 1ª Temporada....
E gente Divulgo os blogs da Jullie, achei legal e bem quem quiser q eu divulgo é só pedir.

Bem Xoxo Girls!

30 de mar de 2012

Capitulo 20/1 - Esquecer o Passado -

Eu estava assustada, muito assustada, não só por mim, mais pelo meu filho também, eu mirei o armário e fiz ele cair sobre a pessoa, essa resmungou quando armário caiu em cima dela.
- Vanessa!
Eu reconhecia a voz.
- Zac?O que você está fazendo aqui?
Ele levantou o armário.
- Annabele disse que você não estava bem.
- Eu estou ótima!
Eu fiz o máximo de esforço para tentar proteger o ar espiritual que zumbia do meu ventre.
- Não...parece.
Ele se aproximou da cama, eu saltei desta e me pus de pé.
- Vai embora.
- O quê?!
- Eu não quero você aqui, eu não quero você na minha vida, vai embora!!
Ele parou, eu estava tentando não chorar e em manter o meu filho salvo dentro de mim.
- Tem certeza?
- Absoluta!
- Tudo bem....
Ele passou pela janela e desapareceu...Eu suspirei, tranquei a janela o mais rápido que eu pude, eu fiquei com medo, abrir a porta e fui em direção ao quarto da Kris.
- Kristen??
Ela abriu os olhos.
- Vanessa o que foi?
- Eu posso dormir com você?
- Claro pode deitar.
Eu me deitei ao seu lado e fechei meus olhos.

(...)

Duas semanas eram como 100 anos para mim, eu não queria ele longe, mais tinha que ser assim, ele tinha que ser afastar de nós...
- Vanessa você tem certeza que quer ir nesse jantar?
- Sim Kris.
- Olha vou logo te dizendo que o Alex  não é lá essas coisas.
- Rsrs...Sem problema!
- Tá bom!
Ela pegou sua bolsa e eu a minha, nós dirigimos até um restaurante que ficava na esquina.
- Kris acho que não é uma boa ideia...Eu tô grávida lembra?
- Eu disse isso a ele, mais quem disse que ele liga?
- Sério?
- Sim.
É acho que ela tem razão é hora de esquecer o passado, esquecer quem eu sou. Chegamos ao restaurante e logo sentamos.
- Naturalmente quem se atrasa são as mulheres.
Eu ri, ela estava com um bico enorme.
- Calma eles devem está chegando.
- É...
O celular dela apitou.
- Você espera só um minuto?
- Claro vai lá.
Ela foi em direção ao banheiro e eu bem eu fiquei lá sozinha pensando na minha vida.
"Anjo, deixe-me te ajudar...Eu preciso de você"
Era a voz do Zac, ela estava na minha mente....Como ele fazia isso?Por quê ele fazia isso?Me levantei e comecei a caminhar, só uma tontura me atingiu, eu me apoie em uma mesa com um casal de idosos.
- Está tudo bem querida?
- Tá eu só...
Imagens em branco me inundaram..Eu senti meus joelhos fincarem no chão.
- Vanessa!
Meus olhos se fecharam, mais eu ainda via...Ou então sonhava...
Eu estava em uma festa tinham gente bêbada para todo o lado, um cara se curvou na minha frente e vomitou, eu lancei minha mão para a barriga, já estava acostumada a fazer isso, desde que descobri que estava grávida virará ou hábito para mim.
Eu olhei para ele, era um garoto de Albuquerque, eu me lembro dele...Estudamos juntos o 1ª Ano...
- Matt...
Ele saiu se arrastando, eu olhei para frente e vi uma coisa que eu nunca imaginaria ver...Eu mesma entrando em uma floresta, e o que me assustou mais ainda foi quem eu vi me seguindo. Zac. Eu os segui de longe, eu não sabia se eles podiam me ver. Eles param no meio das arvores.
- Você mentiu para mim.
Ela, ou melhor eu disse enfurecida.
- Menti?Sobre o que?
Ele pareceu sincero.
- Sobre ser meu anjo, você me entregou para o Christian. Você é cúmplice dele, eu sei que é...Você e aquela Lilith.
- Eu nunca...
- Mentiroso!
- Eu não menti para você Vanessa.
- Seu cordão idiota está quente...Você disse que ele detecta mentirosos...E o único mentiroso que eu estou  vendo aqui é você!!
Eu vi na sua mão o cordão que ele tinha me dado...O de pena, ele mecheu no cabelo impaciente.
- Isso foi antes...Eu não sabia mais em quem acreditar...E depois a Lilith me prometeu...
- A Lilith te prometeu? Você acredita em Demônios agora?
- Eles queriam arrancar minhas azas, eu não queria ser um anjo com as azas quebradas.
- E aí você decidiu ser um anjo sem azas.
- Não é bem assim...
- Ela as arrancou seu idiota, você não vê que ela não liga para você!
- Ela queria ficar comigo...
- E você acreditou?
- Depois de ela ter dado sua localização para Christian não. Você é importante para mim Anjo...
- Cala a boca...Você me traiu...Eu não quero você como anjo... Você nem sabe cuidar de mim.
- Isso não é verdade.
- É claro que é...
Ela se afastou.
- Eu quero você bem longe de mim...Quero que você vai embora daqui!!
- Eu não posso me afastar...Você é a única que eu tenho.
- Não mais.
- Não faz assim...Eu te amo.
- Não ama não...
Ela se virou e saiu.
- Para onde você vai?
- Vou ligar para os meus pais para me levar para casa.
- Eu te levo.
- Eu não preciso de você. Vai encontrar a sua cúmplice Lilith e me deixa em paz!
Ela se virou enfurecida e foi, ela engoliu em seco e sumiu escuridão a fora.

*************
Bem esse capitulo é para esclarecer as lacunas...
Bem se tive 5 comentários amanhã eu posto tá?

Xoxo

Capitulo 19/1 - Quando Você Se Foi -

Eu acordei e me virei, escutei um barulho de papel que me despertou, me levantei e olhei o quarto não havia sinal dele, eu olhei a carta e a li.
"Vanessa,
Me desculpe pordeixa-lá, mais não
Tive outra opção.Você precisa se 
proteger ele virá atrás de você, 
Nunca se esqueça, você é minha 
Eu Te amo.
  Seu Anjo Z."
Ele havia me deixado, eu não acreditava nisso, como ele podia ter feito isso?Ele era o meu anjo, ele tinha que ficar comigo não era?Olhei meu relógio 6hrs:39min, como minha vida tinha mudado tanto? como?Eu olhei para a janela que ele provavelmente tinha saído, e algo me chamou a atenção, me enrolei no lençol e caminhei, era um cordão, não era o cordão que ele usava na noite passada, eu me sentei e fiquei olhando para aquele cordão.
- Vanessa?Já acordou?
Eu levantei o olhar para a porta.
- Sim.
Eu vesti o meu roupão e abrir a porta.
- Tá tudo bem?
Ela perguntou preocupada.
- Sim, tô ótima.
- Nossa que lindo...Quem te deu?
Ela se referia ao cordão na minha mão.
- Meu ex namorado, ele me deu esse anel também.
Eu mostrei o anel no meu dedo anelar da mão esquerda.
- É lindo, os dois presentes.
- É, mais ele foi embora agora, já era.
- Nossa eu sinto muito.
Ela me abraçou, eu sorri, ela se importava comigo.
- Não tem problema, é assim mesmo!!
- Certo, eu já vou indo, quer carona?
- Sim, só vou me vestir.
- Ok.
Eu vesti a primeira roupa que vi pela frente e lá fui, eu...Minha vida nunca foi a coisa perfeita que um dia eu achei que seria, eu sendo um Anjo, Demônio não sou nada normal.

(...)

Esses últimos 3 meses não estão sendo fáceis para mim, primeiro fui demitida, segundo passo mal dentro do metrô e agora eu descubro isso.
- Calma Vanessa vai ficar tudo bem.
Kristen me abraçou, eu ainda estava estática, desde que o Dr. me deu a noticia que eu ia ser mãe, eu não conseguia me meche, eu não sabia o que eu estava sentindo...Eu estava feliz?
- Eu vou ser mãe Kiki ='D
Eu estava chorando.
- É claro que vai...E eu vou ser a madrinha ok...Vamos cuidar dele ou dela juntos.
Eu sorri e ela me abraçou, ela era a melhor amiga que alguém um dia pode ter.
- Vamos sim.
Eu estava feliz, mais então algo me inundou como ia ser cuidar e um bebê anjo?Ele seria normal...Ou ia ser diferente das outras crianças?Isso não importa ele ia ser o meu bebê e só isso importa.
Mais tarde depois de ir no médico Kris me levou para casa e voltou para a loja. Eu estava lavando uma maça verde e mordi, senti algo se movimentar atrás de mim e me virei assustada.
- Annabele?Que susto!
- Me desculpe, não queria...
Ela parou no meio da frase, ela me olhou estranha e caminhou até mim ela colocou a mão na minha barriga, seu olhar foi entre mim e a sua  mão na minha barriga.
- O quê?
- Ele é um anjo,.
- Quem?
- O bebê!
- Como você...?
- Eu sinto a presença espiritual perto de mim...Quantos meses está?
- Acho que 3...Por quê?
- Você vai ter que tomar muito cuidado...Cristian não pode saber sobre ele...
Ela se virou e começou a andar.
- Aonde vai?
- Atrás do Zac, ele tem que cuidar de vocês...Ainda mais.
- Não você não vai contar para ele...De jeito nenhum!
- Vanessa...
- Vanessa nada, pra começo de conversa você nem deveria está aqui, você deveria está em Dallas cuidando do Ian e do Paul.
- Ele se mudaram Vanessa, depois que você sumiu eles deixaram Dallas.
- Não importa, eu não quero essa vida, não quero nenhum contato com vocês!
- Tá me mandando embora?
- É eu tô.
- Não deveria.
Ela abriu a porta e saiu, eu não deveria está fazendo isso, mais é para o nosso bem.

(...)

Eu estava tendo outros daquele pesadelos onde eu corria como louca pela floresta de Dallas.
- Me deixa em paz!
Eu gritava a todo vapor.
- Fica longe de mim.
E então eu trombei contra ele.
- Você está morta Anjo!
Eu acordei assustada, senti minha roupa toda molhada pela suor...Olha bem para a direção do meu armário foi quando eu vi uma figura ali...

*******************
Quem será essa figura?
Comente para saber!
Beeijos e 5 comentário para eu postar amanhã!

28 de mar de 2012

Capitulo 18/1 - Amar, Como Eu Amo Você


- Bem entre e fique vontade.
Ela disse acendendo a luz, eu caminhei pela sala, era tão bonita.
- Bem, eu vou pegar um copo de água e já já te levo até o seu quarto!!
Ela caminhou até a pequena cozinha  e pegou um copo de água e bebeu rapidamente.
- Sua casa é bonita Kristen.
- Obrigada, mais pode me chamar de Kris e bem a partir de agora a casa é sua também, vem vou te mostrar seu quarto.
Ela me encaminhou até um corredor curto e branco, e abriu uma porta, onde estava escrito "Não Ultrapasse"
- Não liga não, era a Loren não gostava que entravam no quarto dela, mais bem agora o quarto é seu.
Ela abriu a porta e eu pude ver o lindo quarto.
- Nossa é lindo, tem certeza que eu posso ficar nesse quarto?
- Claro, o meu é igual, só muda a cor...Bem você quer tomar um banho?
- Ah claro, eu adoraria.
- Trouce roupas não é??
- Trouce algumas.
- Tá, se precisar de algo eu estou no meu quarto na ultima porta do corredor tá?
- Tudo bem.
Ela fechou a porta, eu me sentei na cama, como seria daqui para frente em? Sem o Zac sem os meus irmãos.

(...)

1 semana tinha se passado desde que eu tinha fugido de Dallas, estava tudo indo bem, tá bem demais, primeiro eu conseguir o emprego, segundo Kris e o namorado dela Robert eram super legais comigo, eu não poderia desejar algo melhor, bem as vezes para me testar eu mesma movia coisas dentro do meu quarto, nessa última semana eu também tive bastante pesadelo com Christian, mais isso não costuma me assustar mais.
Eu tinha acabado de tomar um banho quando eu parei no batente da porta. Eu estava paralisada, como ele havia me encontrado?
- Oi.
Ele não se moveu, eu engoli em seco.
- Como me achou?
Ele abriu a boca.
- Foi fácil?Meus irmãos sabe que está aqui? Christian sabe que está aqui?
- Não.
- Não para qual das perguntas?
Eu perguntei com o coração na mão.
- Para todas.
Eu respirei aliviada.
- Você me deixou maluco sabia?Você não tem ideia do que você fez não é?
- É claro que eu tenho, por que acha que eu fugi, eu fugi de vocês, do Christian, eu não quero algo sobrenatural na minha vida Zac, eu não...
- Você não nos quer na sua vida.
- Eu...
- Eu já entendi, não precisa falar...Eu vou embora.
Ele se virou, Eu avancei e segurei seu braço.
- Não, por favor não vai não!
- Você me mandou embora lembra?
- Eu sei, mais...Fica comigo só essa noite...Não me deixa sozinha?Eu não aguento mais ficar sozinha.
Eu quase chorava, a verdade era que está aqui sem eles era muito ruim, eu quase morria por dentro.Ele me abraçou e me abraçou.
- Não chora Vanessa.
Ele pegou no meu rosto e me beijou, eu retribui com uma urgência enorme, eu nunca o havia beijado com tanta urgência, ele cruzou minhas pernas na sua cintura e continuou a me beijar, tudo que eu queria naquele momento era ele, não ninguém mais, mais sim ele, meu desejo me consumia, ele parecia sentir o mesmo, eu tirei sua blusa e ele fez o mesmo comigo, não demorou muito para que fazermos amor.
***********
Mesmo esquema. 
Se tiver 5 Comentários amanhã eu posto amanhã mesmo!

Xoxo 

27 de mar de 2012

Cadê os Comentários ?!?

Gente, eu postei, tá isso é bem obviu, mais bem tá faltando algo, talvez seja os COMENTÁRIOS já que só tem 3, eu costumo receber uns 5 ou 6, mais parece que as leitoras desapareceu, é por esse motivo que eu não posto, vocês ficam vacilando poxa!Já to com o capitulo pronto, é só esperar vocês comentarem, mais quem disse que comentam??Cadê os anônimos numa hora dessa??Bem é isso...Se não comentarem eu paro de postar...DE VEZ!

15 de mar de 2012

Capitulo 17/1 - Correr -


O ônibus parou em uma cidade chamada Minneapolis, em Minnesota, foi o primeiro lugar que eu vi e fui, eu desci do ônibus só com 220,00 R$ Dólares, eu estava perdida, sem dinheiro e não conhecia ninguém, mais era o único jeito de protege-lós e me proteger, eu tinha que correr para o mais longe que eu pudesse. Entrei dentro de uma loja de conveniência, estava muito frio lá fora.
- Oi o que vai querer?
Disse uma menina com olhos verdes, cabelos castanhos e super agasalhada.
- E-Eu vo-o-ou qu-uerer um cho-cho-chocolate quente!
Eu estavam com os dentes batendo, eu não tinha certeza mais meus dedos dos pés deviam estar todos brancos de tão gelados.
- Nossa você deve está morrendo de frio, toma.
Ela entregou o casaco dela que estava pendurado na cadeira.
- Obri-brigada.
Ela riu, eu sorri ela era muito simpática.
- Como se chama?
- Vanessa Hudgens. - Eu estendi minha mão -
- Eu sou Kristen Stewart. - Ela me sentou em um banco.- Eu vi você descer do ônibus dá onde você veio?
- De Dallas.
- Hmm....Você já tem lugar para ficar?
- Não, na verdade, não conheço ninguém aqui.
- Certo, você pode ficar no meu apartamento, minha amiga Loren se mudou mesmo, e então aceita?
Eu sorri, o Deus como eu tinha sorte.
- Claro que sim, você não sabe como está me ajudando...Como eu posso contribuir?
- Bem, você pode começar me ajudando, sabe a pagar as contas, tem uma vaga no restaurante da esquina se você quiser...
- Eu quero, com certeza eu quero!!
Ela riu da minha rapidez em falar.
- Kris cheguei! - Disse uma loira sorrindo. - Oiiie - Disse para mim, eu sorri. -
- Oi
Eu disse colocando meu cabelo atrás da orelha.
- Candy essa é a Vanessa, Vanessa essa é Candice Accola.
- É um prazer.
Eu estendi a mão e ela pegou.
- O prazer é todo meu.
- Bem Candy a Vanessa vai dividir o apartamento comigo, então vou leva-lá.
- Tudo bem, posso tomar conta da loja, tá sem clientes mesmo.
Kristen riu, pegou a bolsa em um canto do balcão e pegou meu braço. Ela me levou até o carro dela e então fomos para o tal apartamento.

                                                         ----
- E então você não fugiu de casa néh?
Eu abrir a boca só que não saiu nada.
- Bem, eu tipo...Fugi sim, na verdade eu sai super correndo de lá.
- Por quê?
- Meus irmãos mentiram para mim e colocaram a culpa no meu pai.
- Hmmm...E o que seu pai disse sobre a mentira?
- Ele não falou nada, por que ele não está entre nós.
Ela pois a mão no meu braço.
- Eu sinto muito eu não...
- Sem problemas, minha sorte é que e não morri também.
- Como assim?
Ela ergueu as sombramcelhas.
- Bem a 7 meses atrás - Eu não posso contar para ela sobre o Chistian, eu tenho que ser normal agora, afinal eu tenho que parecer invisível aos olhos dos anjos e dos Demônios. - Eu e os meus pais sofremos um acidente de carro e bem, eu sobrevivi e eles, bem eles não aguentaram e morreram, só que eu fiquei bem, um mês em coma e perda de memoria.
- Nossa que barra.
- Bem querida Van, posso te chamar assim né?
- Pode claro.
- Bem chegamos.
Ela parou em frente a um predio não muito grande no centro da cidade.
- É bem localizado.
- É por isso é caro, vem vamos entrar.
Ela me puxou para dentro, É ali começava uma vida nova, sem nada de supernatural.

***********
Tá aí girls.
Quero 5 comentários para o proximo tá?

Xoxo


13 de mar de 2012

Divulgação;

Dark Shadow
Gente esse blog é um blog de Suspense e Romance que eu fiz, vai ser super maneiro (Bem eu  acho)...Então me ajuda viu!

XOXO

9 de mar de 2012

Capitulo 16/1 - Anjo Caído -

Eu me sentei na grama e suspirei, passei as mãos nos meus braços. Estava vestida tão simples, nem sabia que estava tão frio, meus olhos estavam cheios de agua e meu coração esse estava totalmente partido!Eu olhei para aquele lugar e senti a brisa fria bater no meu rosto.
- Não deveria estar aqui.
Eu me levantei e olhei para trás, ele estava ali, lindo com uma blusa azul de manga e calças caqui preta, seus cabelos estavam voando com o vento.
- Você não...
- Eu ia me desperdir desse lugar, quando eu vi você...
Eu o encarava ele baixou o olhar para a minha mão, eu estava com o anel que tinha na carta.
- Fica bem em você.
Ele sorriu, eu dei um passo, mais ele se distanciou.
- Eu sei...Da verdade...
Ele juntou as sombramcelhas.
- Do que você está falando?
- De nós, meus irmãos me disseram que nós já...Tivemos algo há 1 ano atrás.
- Naquela epoca você não era muito legal.
- Não?
- Não...E nós não tivemos nada, você descobriuo que eu era e...
Ele parou e me olhou.
- Por favor me diz...O que você é?
- Não posso, eu não...Tenho permição.
- Eu...Me desculpe.
Eu abaixei a cabeça, eu senti suas mãos no meu rosto.
- Você descobriu que eu era um Anjo Caído e me mandou embora...Como fez agora, só que naquela epoca eu ainda tinha minhas azas.
- Mais agora elas estão quebradas.  - Eu disse o olhando - Quem as arrancou?
Ele baixou o olhar. Ele passou a lingua nos lábios.
- Lilith, ela é obsecada por mim e as arrancou quando eu disse que partiria.
- Ela arrancou para você não sair de Albuquerque?
- Não ela as arrancu para eu não fugir com você.
Eu estava digerindo tudo.
- Nós iamos fugir?Como se...
- Você me odiava?Bem só no começo, depois você viu que eu só queria o seu bem...E então eu soube que você era a reencarnação dela.
Ele acariciou minha face.
- Eu era anjo da guarda, mais agora...Não sou mais.
- O que?
Eu me assustei, como assim não era mais meu anjo da guarda?
- Você me mandou embora da primeira vez, eu não fui, eu fiquei pelas redondezas, Christian veio atrás de você eu tentei ajudar, mais...Foi impossivel e agora você me manda embora de novo, só que agora você tem 5 anjos para cuidar de você.
- 5?Como assim?Você...
- Amanda, Arielle, Brittany, Anabelle e a...Ashley.
- Ashley é um Anjo?Ela está com meu irmão?
- Sim, e o seu irmão....Ele, não Eles não são bem os seus irmão.
- O que?É claro que são?
Ele segurou minha face.
- Eles são bruxos Vanessa, Paul é descendentes de um dos maiores bruxos da Historia e a Ian...Ele é um Seifeiro.
- Um o quê?
Eu disse sem entender.
- Comercial da Morte.
- Eles...Eles sabem?
- Não...Nós estamos fazendo de tudo para que não saibam...Christian que manipula-lós.
- Eu juro se aquele idiota do Christian encostar nos meus irmãos eu aarnco a cabeça dele.
Eu disse com uma fúria enorme, ele levantou o olhar para o ceú, eu acompanhei seu olçhar, o céu stava negro, ele me olhou e sorriu.
- Você conseguiu Anjo.
- Consegui?Consegui o que?
- Libertar seu lado Anjo.
Ele sorriu, eu sorri eu olhei no fundo dos seus olhos e ele nos meus, ele pegou meu rosto em suas mãos e me beijou, era tão doce e sincero que eu não sei mesmo como explicar!Foi incrivel!Foi o melhor de todos e agora eu estava ali parada...Sozinha.

(...)

Eu entrei em casa, estava tudo escuro, eu não podia ficar ali não enquanto Christian me procurava, peguei uma pequena mochila e joguei umas roupas, documentos e o dinheiro do meu cofrinho, tinha uns 700R$  Dólares lá, coloquei tudo dentr da mochila e escrevi o bilhete mais sincero que eu poderia escrever. Coloquei em cima da mesa e segui, segui para o mais longe que eu poderia.
*************
E agora?
Gostaram?
Esse tá pequeno né?
Bem no proximo eu compenso ok?
Lembrando: Eu ro cm o Pc doido e não sei quando volto!
Comentem ok?

Xoxo ♥