1 de abr de 2012

Capitulo 22/1 - A Morte é Boa -

"Porque sem você não consigo dormir
Eu nunca, nunca mais deixarei você partir
Você é tudo que eu tenho, você é tudo que eu quero

E sem você não sei o que faço
Eu não posso sequer viver um dia sem você
Aqui comigo, você vê,
Você é tudo o que preciso"
(Faixa 7 - Avril Lavigne - I Will Be)

Eu estava vendo o meu lindinho no berço, ele tinha apenas 6 meses, mais era lindo demais.
- E aí mãezona, paparicando o anãozinho.
- Não fala assim do meu filho Robert..
- É não fala assim do meu afilhado.
Eu sorri, Eu tive uma sensação ruim, muito ruim.
" Me perdoe Anjo..."
Era como da última vez, eu mative meu olhar fixado na parede.
"Ele está chegando...Corra"
Eu pensei sobre aquilo....Christian, ele estava aqui!
- A gente tem que sair daqui!
Eu disse pegando Henry.
- Do que você está falando?
- Ele está atrás de mim!Fujam...Protejam ele.
Eu disse entregando Henry para a Kris.
- Vanessa...?
Não deu tempo de eu responder, a porta principal foi explodida.
- Mais o que....?
Robert disse se protegendo.
- Vão...Cuidam dele, diga a ele que eu sempre o amei...
Eu beijei a testinha dele e tirei meu cordão e coloquei nele, era grande mais tinha que ser dele.
- A mamãe te ama meu amor. Vão pela escada de incêndio...E não parem!
Eles foram assustados, eu suspirei e caminhei até a sala.
- Ora...Dessa vez eu te achei.

Christian sorriu em deboche.
- Então você veio me sacrificar?
- É isso aí filhona!
Ele estava me desafiando.
- Você não me conhece papaizinho.
Ele sorriu e deu um passo...Eu fiz um movimento com a mão e ele bateu na parece e sai correndo, eu desci correndo pela escada, mais algo me fez parar no meio do caminho. Sebastian.

(...)

Eu abrir meus olhos meu rosto queimava, eu olhei para os lados, para as minhas mãos e para meus pés que estavam amarrados em uma cruz. Eu tentei força a algema mais não funcionou.
- Vanessa...
Era uma voz conhecida...Era o Zac...
- Zac?Zac é você...?
Esforcei minha visão e o vi...Ele estava amarrado como cristo, cheio de sangue pelo corpo.
- O que ele fez com você?
Eu choraminguei.
- Eu não disse onde você estava....Ele seguiu o cordão.
Ele tossiu. Eu forcei a corrente.
- Eu sei...Eu sei que você não faria isso...
- Eu tentei te alertar.
- Eu ouvi...Eu salvei...
Eu parei no meio da frase.
- Ora se os pombinhos não estão conversando?
Christian estava com uma faca prata na mão e água...Atrás dele estava Sebastian.
- Você vai pagar caro por isso!!
Eu gritei furiosa.
- Não grita....
- Fica longe dele, você me ouviu?!
Ele sorriu.
- Quer que eu fique longe dele...Vou fazer algo melhor.
Ele caminhou até Zac e enfiou aquela faca dentro do seu coração...
- NÃOOOOO!!
Eu gritei desesperada, as lágrimas começaram a brotar em meus olhos, e então eu fiz o que um dia nunca imaginei fazer arrebentei as correntes e caminhei até o Zac.
- Não, Não...Zac fala comigo...ZAC!!
Eu desamarrei seus pulsos e pernas.
- É tarde Vanessa, ele morreu.
Sebastian disse rindo.
- Não...
Eu peguei seu corpo e deitei no chão...
- Zac amor...Não me deixa..
Seus olhos inchados se abriram.
- Zac você não pode ir...Eu te amo, me perdoa, eu nunca quis te deixar ir...Nunca!
Eu disse em cima dele.
- Eu sempre vou amar você.
Ele disse me acariciando, eu estava chorando mais que tudo. O que seria de mim sem ele?
- Você não pode ir, você é o meu anjo da guarda lembra?
- Eu...Te...Amo...
E seus olhos fecharam. eu chorei mais ainda.
- Nãao Zac volta por favor....
Eu chorei muito, mais ao mesmo tempo que eu sentia dor...Eu sentia raiva...Muito raiva..Me levantei com os olhos borados pela maquiagem.
- O que você vai fazer Anjinha?
Sebastian perguntou debochado. Meu olhar seguiu dele para Christian.
- Vem para o papai bebê.
Ele estendeu os braços. Eu tinha um plano estremamente bom, eu caminhei até ele e quando eu estava bem perto, eu sorri.
- Você não é a droga do meu pai.
Enfiei a mão no seu coração...Com toda a força que eu tinha.
- Você Christian, está banido do Céu, Dá Terra...E do inferno.
Seus olhos piscaram eu tirei a minha mão com o seu coração. 
- Pai não.
O Corpo que Christian habitava caiu desacordado no chão.
- Não pai...
Ele choramingava pelo Demônio morto, eu caminhei até o Zac e me abaixei.
- Eu te amo tanto....
Eu beijei seus lábios frios...Eu me levantei e vi seu corpo virar cinzas...Eu não entendi muito bem, mais deixei de pensar quando um ferro penetrou minha barriga.
- Você não merece a imortalidade. Seu Anjo Maldito!
Eu olhei para ele, seus olhos estavam cheios de fúria. Eu olhei minha barriga e tirei o ferro, eu caí no chão derrotada, como seria morrer?Nunca me imaginei morta, mais agora não tinha mas para o que viver, o amor da minha vida não existe mais e o meu bebê...Eu tinha certeza que Kristen cuidaria bem dele...E então meus olhos Se fecharam e eu afundei na escuridão...Até que morrer é bom.

************
Bem não tem os 5 coméntarios mais eu vou postar assim mesmo....Bem quero comentários nesse capitulo se não nada de 2ª Temporada...É isso beijos Anjinhos *_*

7 comentários:

Anônimo disse...

OMG !
agora nao entendo,mais nada haushaushas'
eles ressucitam ??O.O
posta logo!

Margarida Oliveira disse...

Capítulo alucinante emocionante, uau, ficou muito bom, que surpresa este cap

Anônimo disse...

Cap.muito bom :D
posta logo

stephanie_95_7 disse...

Acho que este capitulo foi uma surpresa para todas nós!!
Adorei, esta muito bom
Bjs

@thais100zanessa disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA ENTENDI ESSE KKKK =X
MENINA...TO CHOCADAAAAAAAAA....QUE MEDO..MAIS ELA..E ELE....AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA PIREI DE VEZ....CONFUNDIU TUDOOO..
beijinhos :* love ya s22

Anônimo disse...

perfeitooo essa história tá d+ posta logoo s2

Anônimo disse...

aaaaaaaahhhhhhhh essa história tà d+ viciei posta logo kiss